Notícias de um país incrível - 2

A Groudforce Portugal supendeu as suas operações no Aeroporto de Faro e despediu colectivamente 336 trabalhadores. A maioria dos funcionários agora despedidos tinha mais de 10 e 20 anos de casa, mas nem isso lhe valeu a consideração da entidade patronal e souberam do despedimento pela comunicação social. Para que não restassem dúvidas, a empresa acabou por enviar um e-mail a todos, ontem às 16h00, confirmando o despedimento.

Entretanto, e enquanto a Portway, uma empresa igualmente de capitais públicos, não assume as funções até agora exercidas pela Groundforce, as operações de terra do Aeroporto de Faro estão a ser asseguradas por cinco funcionários enviados pela TAP.

Notícias aqui, aqui e aqui.

-------------

22 enfermeiros que exerciam funções em diversos centros de saúde do Algarve foram ontem informados por telefone da ilegalidade da sua situação profissional (estavam subcontratados por uma empresa de trabalho temporário), pelo que hoje já não poderiam comparecer ao seu local de trabalho.

Apesar de a Região de Saúde do Algarve ter falta de 50 enfermeiros, nenhuma dessas vagas pode ser preenchida pelos profissionais que agora foram despedidos, porque nenhum deles tem vínculo à função pública, exigido nos requisitos de admissão. Como tal, os enfermeiros vão continuar desempregados e os Centros de Saúde vão continuar sem enfermeiros.

Mais informação aqui.
       

Comentários

  1. Portugal no seu melhor dos melhores!

    ResponderEliminar
  2. Este país é a vergonha de quem o governa....o que é certo é que ninguém faz nada para travar esta Républica das bananas.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário