sábado, 22 de janeiro de 2011

O que custa votar?

41 toneladas de papel reciclado, branco e não transparente, onde foram impressos 12 021 000 de boletins de voto, que serão distribuídos por 12 mil mesas de voto, e que custam ao Estado cerca de 300 mil euros.


60 mil cidadãos asseguram o funcionamento das mesas de voto desde as 7h00 e até que o último voto esteja contado e o último documento preenchido e selado. Assim por alto, são 4 milhões de euros para pagamento de senhas aos membros das mesas. Acrescem a estes valores os custos não contabilizados que a dispensa de funções destes cidadãos no dia a seguir às eleições traz às respectivas entidades patronais.

Os tempos de antena que supostamente nos deviam ter esclarecido, custaram ao Estado 3 milhões e 300 mil euros, a que se somam os 3 800 mil euros em subvenções estatais.

Cada cêntimo sai do nosso bolso. Do meu, do seu, dos seus pais, dos seus filhos, dos seus amigos, dos vizinhos do lado, de todos os contribuintes.

Já que é você que paga, pelo menos vote!


Sem comentários:

Enviar um comentário