sábado, 16 de abril de 2011

Há outras prioridades. Há submarinos, há TGV...

O governo Simplex actualizou os preços das juntas médicas e da emissão de atestados, que até agora custavam menos de um euro, mais precisamente, 90 cêntimos.

Com uma simplex alteração, os atestados médicos passaram a custar 20 euros, e as juntas médicas, que servem por exemplo para atestar uma incapacidade ou deficiência, para obter apoios no pagamento da renda ou outros beneficios como o dístico de estacionamento para deficientes, ou para obter isenções e beneficios fiscais passaram para a módica quantia de...50 euros.

Só para terem uma noção do que esta medida significa aplicada à realidade, vou lembrar-vos que o valor do ordenado mínimo líquido anda à volta dos 400 euros, o que significa que , depois de pagar renda de casa, luz, água e gás, aqueles 50 euros são o dinheiro necessário para uma semana de sobrevivência. Por seu lado, o Estado, arrecada um bom mealheiro. Só durante a tarde de ontem por exemplo, em Beja,  foram presentes a junta médica cerca de 70 doentes, o que levou aos cofres do Estado a módica quantia de 3500 euros.

Entretanto, a Maternidade Alfredo da Costa anda a pedir donativos aos clientes para sobreviver, porque o Estado tem outras prioridades, bem longe da Educação e da Saúde.
                                 

2 comentários:

  1. São simplesmente bárbaros!

    ResponderEliminar
  2. ... quem é que quer acabar com o Serviço Nacional de Saúde ??? ...

    tss tsss
    LT

    ResponderEliminar

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...