segunda-feira, 4 de abril de 2011

Mil e um

Este devia ter sido o post número mil.

Já esteve escrito, e foi apagado. Era um post de despedida, não do Açúcar, mas da minha vida profissional. Durante as últimas semanas atravessei mais um daqueles momentos decisivos, em que chegamos a uma encruzilhada e temos de escolher a direcção que vamos tomar.

Ao desafio que me foi proposto de assumir funções noutra biblioteca, com uma dinâmica, dimensão e impacto completamente diferentes da "minha" biblioteca, contrapunha-se a necessidade de acompanhar de perto os meus filhos, o investimento feito no projecto da minha vida que é a Biblioteca Municipal de Moura e os custos associados a uma deslocação diária de várias dezenas de quilómetros. É certo que sempre esteve em cima da mesa a possibilidade de ter de sair daqui, especialmente se os meus filhos optarem por estudar fora. A nossa casa será onde eles estiverem. Mas agora, uma mudança implicava custos dificeis de contabilizar e suportar.

E no entanto, a minha decisão acabou por ser a de aceitar o desafio. Uma oportunidade única de experimentar uma realidade profissional completamente diferente e a necessidade de mudança que me tem vindo a sufocar nos últimos anos impuseram-se e levaram-me à única escolha possível.

E depois, já em tempo de compensação, eis que as circunstâncias se alteram, e só há um caminho a seguir. É o caminho de continuar a investir na Biblioteca de Moura e dar-lhe condições para que continue a afirmar-se como uma instituição aberta a todos, promotora de acesso livre e democrático à informação, à cultura e ao lazer. É o caminho de continuar a lutar, ao lado dos homens e mulheres que constituem a fantástica equipa da Biblioteca, para a prestação de mais e melhores serviços à população. É o caminho de continuar a defender os interesses da Biblioteca e de todos os seus utilizadores. É o caminho de continuar a projectar o futuro.

Por isso, em vez de assinalar o post número 1000, que fecha um ciclo, prefiro assinalar este. Mil e um. Recomeçamos a contagem.
                 

9 comentários:

  1. Mais uma corrida, mais uma viagem...

    ResponderEliminar
  2. Só nos resta dizer um MUITO OBRIGADO! OBRIGADO por continuar conosco, OBRIGADO por partilhar estes momentos conosco, OBRIGADO por ser a pessoa que é, OBRIGADO por estar sempre ao nosso lado, OBRIGADO por ser nossa mãe, tia, madrinha e conselheira... Simplesmente Obrigado

    MS

    ResponderEliminar
  3. ... prefiro "em tempo de compensação" ...

    LT

    ResponderEliminar
  4. espero que nao te arrependas

    ResponderEliminar
  5. Os filhos determinam tanta coisa na nossa vida!!
    ... então!! Uma boa continuação por essas terra linda de Moura!

    ResponderEliminar
  6. Sei do que está falando, quem tem asas voa, quem não as tem, rasteja.
    Carlos - RJ

    ResponderEliminar
  7. Nunca te arrependas das decisões que tomas, certas ou erradas, são as tuas decisões. E obtém o maior sucesso possível, sendo feliz de preferência...;)))

    ResponderEliminar

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...