Pouco Nobre

A credibilidade de Fernando Nobre fica pelas ruas da amargura com esta tomada de posição, mas ele é apenas um homem. O que é grave e irreversível, é que a sua atitude arrasa completamente todos os esforços para o aparecimento de novos movimentos de cidadania independentes ou extra-partidários.


Para o bem mas sobretudo, e infelizmente, para o mal, Fernando Nobre foi a cara dessa possibilidade, muito mais do que Manuel Alegre havia feito com o seu milhão de votos há cinco anos. Alegre assumia-se como militante de uma estrutura política, mas Nobre vendeu sempre a imagem de quem "corre por fora", de quem quer "dar voz aos que não a têm", de representante de uma sociedade cansada dos esquemas e lobbies partidários e cheia de esperança num novo caminho. E ontem, roubou-lhes tudo, outra vez.

O sim de Nobre ao PSD é a derrota dos espíritos livres, a humilhação dos desenquadrados, o desbaratar de valores fundamentais de cidadania, independência, e coerência, vencidos pela ambição desmedida de um homem fraco e pouco nobre.
          

Comentários

  1. Plenamente de acordo. Segundo a informação avançada, por altura da campanha para as presidênciais. Este homem disse estar falido.
    Será que devido a esse facto, vendeu a alma ao diabo?

    ResponderEliminar
  2. Quando ouvi a notícia fiquei siderado...!

    ResponderEliminar
  3. Ficámos todos. Se a intenção era conquistar votos, acho que resultou ao contrário.

    ResponderEliminar
  4. @ anónimo 16:43
    Ao diabo não... Foi só ao Pedro Passos Coelho, que acaba de dar mais uma canelada por baixo da mesa a Cavaco Silva.

    ResponderEliminar
  5. ... as doutas inteligências que escrevem aqui levam os dias a criticar os partidos, os políticos, etc .... quando um partido, que não o dos comentadores abre as portas à sociedade civil ... são uns vendidos, são sei lá o quê ... e mais uma série de blasfémias ... vejam lá se se orientam, pensem mais em sexo que acho que o problema anda por aí ...

    tss tsss
    LT

    ResponderEliminar
  6. Passar do PS para o PCP por motivos inconfessáveis é ainda menos nobre.

    O Justiceiro da Salúquia

    ResponderEliminar
  7. Ó Justiceiro, não me faça rir, que eu não tenho tempo para perder consigo...

    ResponderEliminar

Enviar um comentário