quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Pessoas tristes

Anónimo disse...

a amareleja so existe quando o seu partido a reclama????ou continua a ser vira casacas!!!...

Caro pouco anónimo

Publiquei o seu comentário só porque já vai estando na altura de o feitiço se virar contra o feiticeiro e as pessoas começarem a perceber que género de pessoa é o senhor. Ofender-me não lhe adianta de nada, até porque eu voto em Moura. De vira-casacas tenho muito pouco, é por isso que estou aqui a responder-lhe da forma mais frontal possível.

Estou um bocado cansada de receber aqui os seus comentários incendiários e mal-educados. O blogue é meu, falo daquilo que eu quiser. Passa-se alguma coisa de especial na Amareleja hoje? Não recebi informação nenhuma, caso contrário, iria divulgá-la com todo o prazer, porque tenho vários amigos nessa Freguesia. Felizmente, nenhum deles se revê na sua postura, e até se sentem envergonhados. Mas é assim, em todo o lado há gente boa e gente que não vale nada.

Já aqui publiquei diversas informações sobre a sua freguesia, e continuarei a fazê-lo, desde que tenha conhecimento. Hoje é que, lamentavelmente, estou a falar da Amareleja sem necessidade nenhuma.

Já agora, fica aqui o registo do seu acesso, para que não tenha dúvidas. Já guardei todos os dados, se for necessário, terei todo o gosto em entregá-los na Polícia.


O seu IP é 195.23.183.238. O seu serviço ADSL é da Novis e tem o servidor alojado na zona de Sines, o que não quer dizer que esteja lá. O meu está em Setúbal e eu estou a escrever em Moura. Acedeu 7 vezes ao meu blogue nos últimos 3 dias, e ontem vinha da página da minha boa amiga Cidália, o blogue Amarelejando. Esteve 6 minutos e 23 segundos a ler o blogue e clicou 2 vezes na caixa de comentários do post sobre Santo Aleixo da Restauração, para escrever o seu comentário.

Não brinque comigo. Ignore-me. A sua guerra não é comigo, eu sou um peão insignificante, o senhor é que me está a dar muita importância. Acalme-se e vá gozar o feriado, mas leve guarda-chuva, não vale a pena andar molhado.
                                      

5 comentários:

  1. Uau! A menina espreita-nos o IP? Mede-nos o tempo de leitura e onde clicamos?

    Sente os nossos momentos de indecisão, pressente-nos? Confesso que não sei onde estou alojado, mas a Amareleja é um nome sugestivo... de Moura ainda não perdi a esperança de um almoço.

    ResponderEliminar
  2. O que vale é que as pessoas tristes também vão dando algumas boas anedotas!

    ResponderEliminar
  3. Também não sei, porque só vou verificar quando estes comentadores pseudo-anónimos vêm para aqui armar-se aos cucos. Essa foi a razão pela qual instalei estas ferramentas e condicionei os comentários à aprovação.

    Quanto aos restantes visitantes, podem estar descansados, dou a minha palavra de honra em como não ando a meter o bedelho nos vossos acessos. Por princípio respeito toda a gente, o que inclui respeitar a privacidade e o direito das pessoas a verem e lerem o que querem. Mas, se me faltam ao respeito, vão ter de arcar com as consequências...

    ResponderEliminar
  4. Quanto ao almoço, a Amareleja é realmente um belíssimo sítio. Come-se lá maravilhosamente bem.
    Quando quiserem, basta aparecer. E depois para digerir, vamos conhecer a maior central fotovoltaica do planeta que fica mesmo ao lado da vila.

    O convite está feito.

    ResponderEliminar
  5. Boa! Não cairá em saco roto. Já isso da central foto-voltaica... sou contra a poluição paisagística. ;)

    ResponderEliminar