Natal é solidariedade

Como estamos numa situação económica privilegiada, o desemprego tem valores residuais e as famílias vêem as suas regalias aumentadas todos os dias, o nosso Governo vai injectar uns trocos que lhe sobram do Orçamento no BPN.

Para quem não se lembra, o BPN é aquele Banco de onde foram desviados milhões de euros sob a vigilância sonolenta do Banco de Portugal presidido por Vítor Constâncio. Desde então, a Caixa Geral de Depósitos, instituição estatal e portanto, de todos nós, tomou conta do banco até que este fosse recapitalizado. Mas parece que ninguém quer o pobre BPN, e já se sabe que a Sociedade Civil tem de tomar conta dos menos afortunados e abandonados à sua sorte. É por isso que o (des)Governo deste país vai injectar 500 milhões de euros no BPN que saem directamente do Orçamento de Estado.

Temos de ser uns para os outros. Se não são os pobres a ajudar os ricos, o que vai ser deste país?
                                  

Comentários