21 de Março é Dia Mundial da Poesia

Recomeça….

Se puderes
Sem angústia
E sem pressa.
E os passos que deres,
Nesse caminho duro
Do futuro
Dá-os em liberdade.
Enquanto não alcances
Não descanses.
De nenhum fruto queiras só metade.

E, nunca saciado,
Vai colhendo ilusões sucessivas no pomar.
Sempre a sonhar e vendo
O logro da aventura.
És homem, não te esqueças!
Só é tua a loucura
Onde, com lucidez, te reconheças…



Miguel Torga

Comentários

  1. Este homem, Poeta grande, gostava da vida e queria viver!

    ResponderEliminar
  2. Para os infortúnios da vida só a poesia para nos confortar.
    Sim, temos que rir das nossas loucuras. O que faço ao escrever era impensável há um ano.
    Carlos - RJ

    ResponderEliminar
  3. Tu que foste apenas um começo,
    Duma aventura que parecia não ter fim,
    És hoje tudo mais do que mereço,
    Semente deste amor que há em mim
    Amor por certo, aqui bem perto
    Que descurei, como, só eu sei..
    Até quando este sofrer, para ter
    A coragem de te prestar homenagem
    E do alto do meu pedestal,
    dizer, que afinal,
    Como tu ,não, não há igual!

    Poema de Francesco Molina

    ResponderEliminar
  4. Como escrevi noutro lado, obrigado pela partilha...

    ResponderEliminar
  5. Tudo estava como da última vez,
    As sombras de uma memória perduram,
    Por entre as palavras, procuro o teu rosto
    desaparecido desde o teu último olhar
    O velho sofá, onde nos amamos, continua
    junto às cortinas esverdeadas, desalinhadas
    pelo vento, que irrompe da gasta janela,
    que espreita altiva, sobre um horizonte,
    que já foi nosso.
    Ah, o amor, o amor, essa luta incessante,
    que travamos e nos desgasta , mas que
    eu quero de volta, que me pertence
    por direito.
    Quero de novo encadear-me no teu sorriso,
    Quero de novo a nossa história, estou farto
    das memórias!
    Não encontro já nas palavras, o teu rosto.

    Francesco Molina

    ResponderEliminar

Enviar um comentário