terça-feira, 17 de agosto de 2010

É natural que aqui se fechem hospitais, e escolas, e postos de correios, e...

A quantia dada às regiões mais pobres de Portugal, mas que será investida em Lisboa ao abrigo das excepções às regras dos fundos comunitários, continua a subir. Em Junho deste ano, os fundos comunitários destinados ao Norte, Centro e Alentejo, e que serão contabilizados como se lá tivessem sido gastos mas que, na realidade, serão investidos na capital, ultrapassavam 154 milhões de euros, contra 148 milhões em Dezembro do ano passado.

Notícia completa aqui. Vale a pena ler, para perceber para onde vão os fundos destinados ao desenvolvimento do interior do país.

Eu não digo que, com jeitinho, ainda cabemos todos em Lisboa? O nosso dinheiro já lá está.

 

1 comentário:

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...