terça-feira, 10 de agosto de 2010

O concelho de Moura no New York Times



A reportagem é sobre a aposta portuguesa em energias renováveis, e analisa de que forma os Estados Unidos podem aprender com a experiência portuguesa.

Além das intervenções do nosso Primeiro e do ex-Ministro da Economia Manuel Pinho, são também entrevistados pelo jornal de referência norte americano Shinji Fujino (da Agência Internacional de Energia), Victor Baptista (REN) e o secretário de Estado Carlos Zorrinho, para concluir que a aposta portuguesa nas renováveis está a revelar-se um sucesso a vários níveis, embora outros ainda se encontrem por cumprir.

Apesar de quase 45% da electricidade produzida em Portugal ter origem em fontes limpas de energia, e de estar projectada para 2011 uma rede de postos de abastecimento para carros eléctricos, o que tornaria Portugal absolutamente pioneiro neste domínio, até agora a aposta nas renováveis não parece ter pressionado as contas públicas do país, o que contraria algumas polémicas recentes em torno da "bolha especulativa das energias renováveis".


Contudo, o jornal também refere que as famílias portuguesas há muito que pagam o dobro das famílias americanas por electricidade, que os preços subiram 15% nos últimos cinco anos, apesar das renováveis e que até agora esta aposta não teve grandes repercussões na criação de emprego.

O autarca de Moura, que também foi entrevistado, justifica a iniciativa da construção da Central e o seu sucesso exemplar, que motiva as visitas de delegações estrangeiras, investigadores e técnicos especializados.



9 comentários:

  1. É óptimo ler uma boa notícia!

    ResponderEliminar
  2. E esta, hein?
    Que bom que é ver a nossa terra e as pessoas que gerem a autarquia reconhecidas internacionalmente!
    Muitos parabéns à Câmara Municipal de Moura por ser pioneira no que respeita as energias renováveis!

    ResponderEliminar
  3. ... independentemente do mérito, o Alqueva mexe mais com Moura que o assunto em causa ...

    LT

    ResponderEliminar
  4. Afinal, "uma terra que não tem nada", tem o maior lago artificial da Europa - a albufeira de Alqueva -, a maior central fotovoltaica do mundo, o projecto SKA na Contenda, e acaba de ser novamente seleccionada para a instalação de uma nova central solar fotovoltaica com tecnologia experimental (ver em: http://www.radioplanicie.com/gestao/noticias/index_noticias.php?noticia=3146)

    Antes que venham aí as trombetas da desgraça, eu sei que não foi o executivo da Câmara que escolheu o curso do Rio Guadiana nem o local para a barragem! Não estou a falar de política, calma. Estou a sublinhar tudo o que Moura tem, em comparação com outras cidades tããão desenvolvidas do Alentejo e arredores que, afinal, não nos chegam aos calcanhares.

    Bem, se calhar, pelo menos em parte, ou numa grande parte, até estou a falar de política...

    ResponderEliminar
  5. Fulano Tal12/08/10, 10:39

    O que é "o Alqueva"? O que é a Barragem "do Alqueva"?, se Alqueva é apenas o nome da Aldeia porque ateimam em chamar aquilo Barragem do Alqueva, até parece que é o Rio Alqueva e não o Rio Guadiana (Bem não é nada que não tivesse já ouvido). Devia ser Barragem de Alqueva ou Barragem do Guadiana, manias.

    ResponderEliminar
  6. ... o Alqueva, é a expressão abreviada de Empreendimento de Fins Múltiplos [ EFMA ] e não o rio ... a barragem é do empreendimento e não de Alqueva aldeia ... não sei se deu para esclarecer, mas é um bocado confuso ... sobre a nova central, foi um processo conduzido com bastante sigilo, até por causa da concorrência e mais não conto, senão ainda digo onde vai ficar ...

    tss tsss
    LT

    ResponderEliminar
  7. Segundo as declarações do Dr. Pós-de-Mina à Planície, é em Alqueva...

    ResponderEliminar
  8. ... nâ nâ ... o presidente não disse isso ... de ser em Alqueva (freguesia) ...

    ... é na área de influência do Alqueva e é no concelho de Moura e ... agora mando o meu bitaite ... fica junto de uma Estrada Municipal ... e mais não digo ... eh eh eh e perto da N386

    LT

    ResponderEliminar
  9. Exactamente, tem razão. Não me expressei da forma mais correcta.

    ResponderEliminar

Sem noção

Isto das fake news está cada vez pior. Vejam bem que agora até dizem que as 3 primeiras figuras da Nação mais o presidente da CML foram...