quinta-feira, 16 de junho de 2011

O elefante no meio da sala



A insistência de Pedro Passos Coelho em manter Fernando Nobre como candidato à presidência da Assembleia da República pode trazer-lhe o primeiro dissabor. É que será necessária maioria absoluta para a eleição e, nesta altura, não há consenso com o parceiro mais natural, o CDS-PP. E não deve ser possível recolher os votos que faltam ao PSD para a maioria absoluta nas outras bancadas. 


Incómodo, foi nisso que Fernando Nobre se tornou. Um peso morto.


                                 

1 comentário:

  1. O voto é secreto! Veremos se Fernando Nobre consegue 100 votos, tenho para mim, que nem os do PSD reúne na totalidade...

    ResponderEliminar

Sem noção

Isto das fake news está cada vez pior. Vejam bem que agora até dizem que as 3 primeiras figuras da Nação mais o presidente da CML foram...