segunda-feira, 20 de junho de 2011

Pobre República

Com o país a viver uma das maiores crise de que há memória, damos-nos ao luxo de continuar a comemorar a República, apesar de o ano de 2010 já se ter despedido há muito.

Há quanto tempo duram estas comemorações? Quantos salários principescos temos pago, a começar pelo ilustre Comissário Artur Santos Silva? Quantas pessoas estão envolvidas nesta estrutura? Não acham que já chega?
                         

1 comentário:

  1. Conservámos a corte e as suas mordomias. Ainda não atingimos a República em pleno.

    ResponderEliminar