sábado, 27 de março de 2010

Feira do Livro de Moura: 30 anos | 1996

1996

Integrando as comemorações do Dia Mundial da Criança, a Feira do Livro instalou-se na Praça Sacadura Cabral entre 1 e 10 de Junho. Alargando o seu mercado aos discos e brinquedos, a Feira foi acompanhada por nove espectáculos musicais, um colóquio sobre Hábitos de Leitura, com a presença de Mário Zambujal, uma exposição de pintura e uma Exposição de LEGO.

Este primeiro esforço da Feira em criar um ambiente de festa à volta do livro não se traduziu em grandes alterações nas vendas, que mesmo assim foram superiores às do ano anterior. Serviu sobretudo para se perceber que este deveria ser o caminho a seguir, e que a Praça, local onde a Feira havia nascido, era o lugar mais indicado para a realizar.


Em Janeiro Jorge Sampaio é eleito Presidente da República.

O Papa João Paulo II recebe Fidel Castro no Vaticano, no ano em que a Igreja católica reconhece a validade da Teoria da Evolução de Charles Darwin.
Em Outubro, astrofísicos alemães comprovam a existência de um buraco negro na Via Láctea.

Kofi Annan toma posse como Secretário-Geral da ONU. O Nobel da Paz é atribuído ao Bispo D. Ximenes Belo e a José Ramos-Horta, "pelo seu trabalho conducente a uma solução justa e pacífica para o conflito em Timor-Leste". O prémio Nobel da Literatura vai neste ano para a escritora polacaWislawa Szymborska ''pela sua poesia que incide, com irónica precisão, no contexto histórico e biológico que revelam fragmentos da realidade do ser humano''.

No ano da morte de Beatriz Costa, o País e o Teatro perdem também Mário Viegas. Aqui fica Domingo, de Manuel da Fonseca, pela sua voz extraordinária.



A Academia de Hollywood distingue Braveheart de Mel Gibson com 5 Oscars. Em Julho têm início os Jogos Olímpicos de Atlanta. O tema oficial da competição é este Reach. Pode ser música pop e comercial, mas vale a pena tomar atenção à mensagem. Todos podemos ser melhores, chegar mais alto, tocar o céu nem que seja apenas por um momento. Esse momento irá tornar-nos mais fortes, por sabermos que demos o nosso melhor, que fomos capazes de pôr à prova as nossas capacidades. Cada dia da nossa vida deveria ser assim. É este o espírito olímpico.

3 comentários:

  1. Fulano tal28/03/10, 12:17

    A União Europeia suspende a importação da carne bovina inglesa por causa da doença das vacas loucas
    Boris Iéltsin é reeleito presidente da Rússia
    Nelson Mandela assina uma nova Constituição e põe fim ao apartheid na África do Sul.
    Chega ao mercado português o Pokémon e em Moura este foi o último ano do mandato PS.

    ResponderEliminar
  2. Em 1996, a eternidade liberta Eugénio de Andrade e David Mourão-Ferreira.

    Sê paciente; espera
    que a palavra amadureça
    e se desprenda como um fruto
    ao passar o vento que a mereça.
    (Eugénio de Andrade)

    Ouvir, ouvir de noite uma ambulância,
    e desejar que estejas a morrer;
    fechar a porta à minha própria infância;
    amigos, conhecidos, nem os ver:
    quebrar nas mãos o aro da esperança;
    mas de mim para mim depois dizer:
    "Calma! Quem nada espera tudo alcança...";
    e guardar o revólver; e beber,
    a sós, o vinho que na taça baste
    a recompor-te, viva, na distância:
    isto foi, como herança, o que deixaste.
    E ainda mais o que não te quis dizer:
    ouvir, ouvir de noite uma ambulância,
    e desejar ser eu quem vai morrer...
    (David Mourão Ferreira)

    Abandono – Letra de David Mourão-Ferreira
    http://www.youtube.com/watch?v=N-aMK6QiRq0

    ResponderEliminar
  3. No dia 27 de Março de 1996, a eternidade também resgata os elementos do grupo brasileiro “Mamonas Assassinas”. Apesar do grupo ter tido um sucesso retumbante, a sua meteórica existência foi abruptamente interrompida por um acidente aéreo na Serra da Cantareira (Brasil) o qual, infelizmente, não deixou sobreviventes. Mas quem não canta ainda hoje as suas músicas e sorri com a boa-disposição das suas letras…??

    http://www.youtube.com/watch?v=rmMj8UC5Mig

    Também em 1996 Dulce Pontes com a sua interpretação da “Canção do Mar”, leva a música portuguesa às bandas sonoras do cinema norte-americano, através do filme “Primal Fear – As duas faces de um crime”, com Richard Gere e Edward Norton, este último com um dos papéis mais interessantes da sua carreira que já se revelava, nesta altura, bastante promissora.

    http://www.youtube.com/watch?v=JN8UBQRl1O0

    http://www.youtube.com/watch?v=MSIGWEcR5Dc

    ResponderEliminar

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...