segunda-feira, 8 de março de 2010

Era só o que me faltava...

Ora bem, na minha vida já fui professora, técnica de turismo, sou bibliotecária, membro da Assembleia Municipal, membro dos órgãos sociais de algumas colectividades e Mãe. Para ser a mulher dos sete ofícios, só me faltava isto...

Desde o dia 6 de Março, um grupo de funcionários da Câmara, membros da Associação Cultural e Social dos Trabalhadores da CMM está a levar a todas as localidades do nosso concelho a peça de teatro "O Julgamento". É uma peça com um tom cómico, apesar de se passar numa sala de tribunal, que pretende alertar para o grave problema da violência doméstica.

Esta peça já havia sido realizada aqui em Moura, promovida pela Associação de Mulheres do Concelho de Moura. O texto foi escrito pela D. Ana Benedita, presidente daquela Associação e agora foi adoptado por nós para as comemorações do Dia da Mulher.

O elenco é de luxo! Ainda não temos nome para a companhia. Pensámos em chamar-lhe "Actores à força", mas agora, considerando o que nos fartamos de inventar quando estamos em cima do palco, estamos a pensar em chamar-lhe "Companhia de Teatro Brincamos com isto".

Fora de brincadeiras, que o assunto é muito sério, esta experiência é uma daquelas que não queremos esquecer. Temos sido recebidos nas freguesias com muito carinho e apesar de ter sido um fim de semana esgotante, o ambiente é divertidíssimo e rimos até cair.

Então é assim: No sábado estivemos em Santo Aleixo da Restauração e Safara. No Domingo "actuámos" na Póvoa de S. Miguel, na Estrela e no Sobral da Adiça. A digressão passa hoje por Moura: Estaremos no Pavilhão de Exposições a partir das 14h30. Na próxima Sexta-feira iremos à Amareleja e no Sábado terminamos em Santo Amador.

Os corajosos elementos deste grupo são:
Juiz - Luís Amor
Delegada do Ministério Público - Zélia Parreira
Advogada de Acusação - Ana Farinho
Advogada de Defesa - Celeste Barata
Arguido - Orlando Fialho
Queixosa - Elsa Carapinha
Testemunhas - Vítor Ramalho, Ana Paula Patinhas e Sandra Feliciano
Escrivã - Ana Almaça

Para os que a esta hora estão a pensar "O que é que estes ganharão com isto?", vou já responder: O cachet reverte a favor da Associação Cultural e Social dos Trabalhadores da CMM.

4 comentários:

  1. Sexta Feira lá estarei, já tinha visto o programa mas não imaginava um elenco destes.
    Um grupo de gente corajosa.

    ResponderEliminar
  2. Adorei. Pareciam todos profissionais. Parabéns.

    ResponderEliminar
  3. Tenho estado a ler os seus blogs e estou a gostar imenso.

    Deixo uma sugestão para o nome da v/ companhia de teatro amador - "O Improviso"!

    Parabéns pelo seu espaço. É muito agradável!

    Luisa

    ResponderEliminar
  4. Vitor Ramalho20/03/10, 00:07

    não quero desiludi-la mas nós ainda não temos uma companhia de teatro, somos apenas um grupo de pessoas unidos por uma mesma causa

    ResponderEliminar

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...