Santiago de Compostela


Assinala-se hoje, 25 de Julho, o dia do apóstolo São Tiago. À cidade de Santiago de Compostela acorrem anualmente dezenas de milhares de peregrinos, vindos do mundo inteiro, percorrem a pé ou de bicicleta todo ou parte do caminho que leva à catedral de Compostela.

A peregrinação católica a Santiago de Compostela, que teve origem na Idade Média, é uma das mais conhecidas do mundo, e uma das três maiores do cristianismo (além de Roma e da Terra Santa).

A origem desta peregrinação remonta ao início do século IX, quando o eremita  Pelagius descobriu na Galiza a tumba atribuída a São Tiago Maior, um dos doze apóstolos de Cristo. Depois de ter conhecido seu apogeu nos séculos XII e XIII, o caminho de Compostela veio a obter grande popularidade no final do século XX e no início do XXI.

O número de visitantes cresce consideravelmente nos anos em que o dia 25 de Julho, dia de São Tiago, padroeiro de Espanha, cai num Domingo, como é o caso deste ano de 2010. Estes anos são por isso, designados por Anos Santos ou Anos Xacobeos.

O próximo ano Xacobeo será só em 2021. Em 2004, o último ano santo, 6 milhões de turistas visitaram Santiago de Compostela e a cidade espera 10 milhões em 2010. Segundo uma pesquisa realizada este ano, 55% das pessoas consultadas fazem a peregrinação por motivos religiosos, 5% por motivos culturais e 40% pelos dois ao mesmo tempo.

Desde 1991 que espero a oportunidade de visitar Santiago de Compostela. As aulas de Histórica Cultural e das Mentalidades, a História Económica, Social e Política e também a História de Portugal Medieval apagaram para sempre o preconceito que me levava a encarar a Idade Média como a época de trevas e regressão. E Santiago de Compostela é um dos mais importantes símbolos dessa cultura medieval tantas vezes desprezada.

Ainda não perdi a esperança. Esperei 30 anos para ir a Londres, também posso esperar para ir a Santiago.

Comentários

  1. Um belo local que poderá ser a próxima viagem da Associação de Trabalhadores :)

    ResponderEliminar
  2. Santiago de Compostela, foi o principio do fim, mas poderá ser a primavera de uma nova vida, digo eu...

    ResponderEliminar
  3. Mais do que ir a Santiago é fazer pelo menos uma etapa em um dos seus caminhos.

    ResponderEliminar
  4. Não, não foi o princípio do fim, foi apenas mais uma gota. O problema é que o copo já estava cheio.

    Eu sei que o Santo é milagreiro, mas há coisas que não lhe podemos pedir. Ou não queremos.

    ResponderEliminar
  5. José Francisco29/07/10, 11:14

    Moura está este ano no roteiro para Santiago de Compostela, uma iniciativa organizada em Portugal pelos amigos do Caminho do Este de Portugal e tem como desiganação Internacional "The Way of Saint James Through Eastern Portugal".Para indicar a direcção a seguir serão colocadas em cada localidade umas setas amareleras,estas indicações serão fundamentais para orientar quem estiver a fazer o Caminho, pede-se por isso a todos que não apaguem nem ocultem as referidas indicações. Aqui fica o roteiro:
    Tavira, Cacela Velha, Castro Marim, Guerreiros de Rio, Alcoutim, mértola, Mina de São domingos, Serpa, Moura, Mourão, Monsaraz, Seixo, Terena, Alandroal, Vila Viçosa, Borba, Estremoz, Sousel, Fronteira, Alter do Chão, Crato, Nisa, Vila Velha de Rodão, Castelo Branco, Fundão, Belmonte, Guarda, Castelo Rodrigo, Vila Nova de Foz Côa, Vila Flor, Mirandela, Valpaços, Chaves, Verín (E), Ourense (E), Cea (E), estación de Lalin (E), puente Ulla (E), Santiago de Compostela (E).

    baesurissantiago@live.com
    http://baesurissantiago.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. nasci na aldeia norte-alentejana de Amieira do Tejo, cujo patrono é Santiago Maior.
    a passagem do Tejo faz-se a 3 km. Nesta vila acastelada a Ordem de São João de Jerusalém,do Priorado do Crato e posteriormente do Infantado, pernoitavam os viajantes até Cernache de Bonjardim. Não existia passagem da raia até Abrantes.
    penso que por aqui passava um dos caminhos dos peregrinos de Santiago

    ResponderEliminar

Enviar um comentário