Do contra

Na semana passada, o meu cunhado teve um encontro imediato de 1º grau com uma chave de parafusos que lhe foi bater na cabeça. Quando saiu do Centro de Saúde, trazia um penso enorme, debaixo do qual repousavam três pontos que certamente farão falta ao nosso Sporting ao longo do Campeonato que aí vem. Trazia também a Guia de Tratamento para se apresentar no Domingo, a fim de mudar o penso.

Nesta altura do relato convém dizer que sem Guia de Tratamento não há tratamento aos fins de semana, por muito evidente que seja o padecimento do paciente e por muito boa vontade que o pessoal médico tenha em atender.

No domingo, conforme previsto, lá foi ele. Mas teve de voltar para trás. O Serviço Nacional de Saúde não tem pensos disponíveis para os utilizadores. Quem precisar, primeiro tem de os ir comprar à Farmácia.

Mas em contrapartida tem vacinas para a Gripe A. Toneladas delas. Nós é que insistimos em não ter a Gripe e andamos aí a inventar ferimentos e coisas chatas.

Comentários

  1. Espero que esteja bem, e já agora, que a pancada tenha resolvido a questão do mau gosto... :)

    Se funcionar com ele, eu próprio te mando uma chave de parafusos à cabeça!

    Quanto ao SNS, nem vale a pena brincar...

    ResponderEliminar
  2. MAS ELE DIZIA A TODA AGENTE QUE TINHA SIDO VIOLÊNCIA DOMÉSTICA....VÁ LÁ UM HOMEM ENTENDER ISTO.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário