quarta-feira, 8 de setembro de 2010

E depois há isto. Um abraço apertado às duas.

Recebido ontem via Facebook:

Um mimo de uma Ana:
http://www.youtube.com/watch?v=l9K4BKkLaCI&feature=player_embedded

Here's a little song I wrote
You might want to sing it note for note
Don't worry, be happy

In every life we have some trouble
But when you worry you make it double
Don't worry, be happy

Don't worry, be happy now
Oo, ooo...

Don't worry, be happy(4x)
Oo, ooo...

Ain't got no place to lay your head
Somebody came and took your bed
Don't worry, be happy

The land-lord say your rent is late
He may have to litigate
Don't worry, be happy

Look at me, I'm happy

Don't worry........ be happy

let me give you my phone number
when you worry, call me I will make you happy

Don't worry...... be happy

Ain't got no cash, ain't got no style
Ain't got no girl to make you smile
Don't worry, be happy

'Cause when you worry your face will frown
And that will bring everybody down
So don't worry, be happy

Don't worry, be happy now
Oo, ooo...

Don't worry, be happy (4X)
Oo, ooo...

Don't worry, don't worry, don't do it, be happy
Let the smile on your face
Don't bring everybody down like this

Don't worry, people will soon pass
what ever it is

Don't worry, be happy
I am not worried, "I am happy"


E outro mimo de outra Ana:



Quis saber quem sou
O que faço aqui
Quem me abandonou
De quem me esqueci
Perguntei por mim
Quis saber de nós
Mas o mar
Não me traz
Tua voz.

Em silêncio, amor
Em tristeza enfim
Eu te sinto, em flor
Eu te sofro, em mim
Eu te lembro, assim
Partir é morrer
Como amar
É ganhar
E perder

Tu vieste em flor
Eu te desfolhei
Tu te deste em amor
Eu nada te dei
Em teu corpo, amor
Eu adormeci
Morri nele
E ao morrer
Renasci

E depois do amor
E depois de nós
O dizer adeus
O ficarmos sós
Teu lugar a mais
Tua ausência em mim
Tua paz
Que perdi
Minha dor que aprendi
De novo vieste em flor
Te desfolhei...

E depois do amor
E depois de nós
O adeus
O ficarmos sós

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...