quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Uma esmola, por amor de Deus.

- Excelentíssimo, meretíssimo, ilustre, sábio e omnipotente Senhor Professor Doutor Mourinho, venho humildemente pedir-lhe para ser o seleccionador nacional. Não precisa de fazer nada, basta o seu nome aparecer e todos os adversários tremerão de medo e fugirão de pavor.

- Não.

- Então, Excelentíssimo, meretíssimo, ilustre, sábio e omnipotente Senhor Professor Doutor Mourinho, pode orientar os jogos da selecção só até ao Euro 2012? Não precisa de fazer nada, basta o seu nome aparecer e todos os adversários tremerão de medo e fugirão de pavor.

- Não.
 
- Excelentíssimo, meretíssimo, ilustre, sábio e omnipotente Senhor Professor Doutor Mourinho, e se fosse só por um ano? Deixe-me lembrar-lhe, caso ainda não lhe tenha dito, que não precisa de fazer nada, basta o seu nome aparecer e todos os adversários tremerão de medo e fugirão de pavor.
 
- Não.
 
- E se fosse só até ao final do ano?
 
- Não.
 
- E só dois joguinhos? Nem precisa de faltar aos treinos do Real Madrid. Fica com dois empregos, como tantos portugueses. Olhe, o Cristiano Ronaldo dá-lhe boleia para os estágios da selecção. O que acha? É que nem precisa fazer nada, basta o seu nome aparecer e todos os adversários tremerão de medo e fugirão de pavor. Hum? Excelentíssimo, meretíssimo, ilustre, sábio e omnipotente Senhor Professor Doutor Mourinho, posso anunciar o seu nome?
 
- Não sei. Pagam-me as ajudas de custo?


                   

9 comentários:

  1. não é esta a solução que Portugal precisa. Precisamos de um treinador 24 horas por dia e não a tempo parcial.

    ResponderEliminar
  2. Os "fait divers" continuam...

    ResponderEliminar
  3. QUEM DIABO JÁ VIU UMA SELECÇÃO SER ORIENTADA POR ALGUÉM QUE PROVAVELMENTE NEM VAI ESTAR SENTADO NO BANCO.MAS O QUE É ISTO MEU DEUS....É UM PAÍS ARRUINADO.

    ResponderEliminar
  4. Mourinho, não venhas pois quem vai sair queimado és tu, porque eles já o estão.
    Ao vires, arriscas-te a levar uns meses de suspensão aplicados pela adop.
    Se vieres agora, deixa-me dizer-te és parvo com todas as letras.

    ResponderEliminar
  5. Não gosto de futebol nem ao varrer da porta, mas acho que estas histórias da selecção portuguesa não passam de palhaçadas que não merecem sequer a nossa atenção. O problema da selecção não é o treinador mas sim uma mão cheia de jogadores da treta que nem sabem quem foi Dom Afonso Henriques e de outros tantos que se preocupam mais em esturrar os milhões que ganham nas as equipas onde jogam em Ferraris (com todo o respeito) e outras futilidades que não passam de puro exibicionismo. Já nem vou falar nos putos que têm como idolo um madeirense estúpido cuja sua melhor caracteristica é o facto de ser um putanheiro bronco e mimado que nem falar sabe. Tudo isto associado a um bando de adeptos iludidos que somos os melhores do mundo só porque um brasileiro com cara de nazi conseguiu escoar o stock de réplicas da bandeira nacional à venda nas lojas dos chineses, Em resumo, somos uns pobres de espírito que perdemos tempo com estas novelas ranhosas e com picardias clubisticas que em nada contribuem para o desenvolvimento pessoal, intelectual e até mesmo social, tudo isto enquanto vemos um país a afundar-se cada vez mais por causa de um individuo que se fosse treinador da selecção já teria sido enforcado.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo/a 17 setembro 15:49

    Têm toda a razão no que diz:
    E como se compara a si enquanto jogador deste país?

    ResponderEliminar
  7. Anónimo/a 17 setembro 15:49

    Têm toda a razão no que diz:
    E como se compara a si enquanto jogador deste país?

    ResponderEliminar
  8. Os grandes treinadores são aqueles que conseguem mobilizar toda uma equipa para o mesmo propósito comum. Uma grande equipa consegue-se sem estrelas que, sozinhas, de nada valem para levar uma equipa a grandes resultados. Á excepção da recta final da sua carreira como seleccionador, em que outros interesses falaram mais alto, Scolari teve o mérito de construir uma verdadeira equipa e transformou muitas debilidades em vontade de vencer e, essa confiança, contagiou todo um país. Carlos Queiróz não foi um bom seleccionador. Faltava-lhe chama, sobrava-lhe interesse próprio… Mourinho terá o seu tempo e, não me parece que, neste momento, precise de ajudas de custo. Se Paulo Bento conseguir manter o espírito de equipa que sempre preservou no SCP, será um bom seleccionador. É nestes pormenores que se revelam as grandes diferenças.

    ResponderEliminar
  9. Eu se fosse o Paulo Bento mandava-os irem atrás do Mourinho depois de lhe gritar um redondo não!!!!!

    ResponderEliminar

Nenhum homem é uma ilha.

No momento em que passam quatro anos sobre aqueles dias loucos e felizes da minha transferência para Évora, apercebo-me do impacto que a...