E já cá está mais um bebé!

Nasceu hoje, às 10h20, com 2,720 kg, o filho da nossa colega Célia Almeida, que trabalha no Pólo de Santo Amador. Muitos, muitos parabéns!

Para o Salvador e todos os nossos bebés, o meu poema preferido:

Quando eu nasci,
ficou tudo como estava.

Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente, esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.

As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...
Pra que o dia fosse enorme, bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe...
Pequeno poema, Sebastião da Gama

Comentários

  1. Helena Romana08/02/10, 12:29

    Estão de parabéns os papás. A família da biblioteca, e a família santoamadorense.

    Muitas felicidades para o Salvador.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário