quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Preso nº 46664


O mundo celebra hoje 20 anos sobre a libertação de um dos mais grandiosos Homens da História, após 27 anos de prisão.

Nelson Mandela, actualmente com 91 anos, foi o mais importante e emblemático líder do movimento anti-apartheid. Preso em 1962, com uma sentença de cinco anos de prisão, viu a sua sentença alterada apenas 2 anos depois para prisão perpétua.

Enquanto a África do Sul vivia sob um regime de segregação racial, o mundo inteiro erguia a sua voz para exigir a libertação de Mandela. A pressão internacional e a campanha interna do Congresso Nacional Africano (ANC), conduziram finalmente à sua libertação a 11 de Fevereiro de 1991 por ordem do Presidente do país, Frederik Willem de Klerk, com quem viria a partilhar em 1993 o Prémio Nobel da Paz.

A sua experiência de luta contra o apartheid, a sua postura moderada no período de transição para uma ordem democrática sem segregação, o claro objectivo de operar a reconciliação nacional que norteou as suas relações com o Presidente de Klerk, valeram-lhe um inesgotável prestígio no país e no estrangeiro. Mandela é provavelmente o político com maior autoridade moral no continente Africano, o que lhe tem permitido desempenhar o papel de apaziguador de tensões e conflitos.

As primeiras eleições multirraciais do país, realizadas em 1994, tornaram-no no primeiro Presidente negro da nação sul-africana. Após o fim do mandato de presidente, em 1999, Mandela voltou-se para a causa de diversas organizações sociais e de direitos humanos, com especial destaque para a luta contra o flagelo da SIDA.

"Nem todos os países têm um Nelson Mandela, fomos abençoados" (Arcebispo Desmond Tutu)

Sem comentários:

Enviar um comentário